bellesoftware_bellesoftware_image_62

Descubra como fazer contratações temporárias de profissionais de estética

As contratações temporárias são um tipo de trabalho cujo profissional presta os seus serviços a uma determinada empresa em um prazo certo de duração. Esse tipo de serviço é uma regra vigente nos direitos do trabalho, contando com diversas particularidades.

No ramo da estética, esse tipo de contratação é ideal para suprir a alta demanda em períodos sazonais ou, até mesmo, caso seja necessário substituir algum funcionário por causa de afastamento, licenças médicas ou férias. É importante ressaltar que as contratações temporárias só podem ser realizadas para substituir funcionários em greve, caso a justiça considere a movimentação abusiva.

Pensando nisso, neste texto explicaremos as principais regras para esse tipo de contratação, para você entender perfeitamente como realizá-la em seu negócio!

Qual é a duração mínima de uma contratação temporária?

As contratações temporárias são diferentes de um funcionário fixo, já que o prazo máximo de trabalho é de apenas 180 dias, podendo ser consecutivos ou não. Caso haja a necessidade, é possível realizar a prorrogação desse período por mais 90 dias. Para conseguir prorrogar o período da contratação, a clínica precisa justificar um motivo plausível e se realmente é necessário estender o prazo.

Como é feita a remuneração em um contratado temporário?

Para realizar uma contratação temporária, é preciso contratar uma empresa especializada nesse tipo de serviço. Dessa forma, ela entra em contato com os funcionários aptos para o trabalho e fornece a mão de obra para o contratante.

Por isso, quando a sua clínica faz uma admissão temporária, ela fecha contrato diretamente com a empresa responsável onde sera realizado um acordo sobre o valor para a prestação de serviço. Assim, a organização contratada que é responsável por arcar com a remuneração do funcionário, bem como todos os seus direitos e benefícios.

O que diz a legislação sobre o trabalhador temporário?

A legislação contém leis claras sobre os direitos trabalhistas de um temporário. Por exemplo, a remuneração deve ser correspondente à dos demais empregados da clínica, com 8 horas diárias de jornada de trabalho — podendo realizar horas extras, desde que o máximo de 2 horas não seja ultrapassado, com um adicional de 20% durante o período.

Além disso, uma contratação temporária deve conter férias, décimo terceiro e salário proporcional. Outro ponto importante que deve ser destacado é a indenização caso o funcionário seja desligado sem justa causa antes do fim do contrato. Nesse caso, ele tem direito a 1/12 do pagamento recebido.

Quais são os direitos do trabalhador temporário?

O trabalhador temporário tem os mesmos direitos que um funcionário efetivo da clínica. No dia a dia, a empresa deve disponibilizar as mesmas condições que os demais empregados têm. Dessa forma, caso o seu negócio exija uniforme da sua equipe, você deve conceder um aos temporários. Além disso, a clínica é responsável por providenciar um ambiente de trabalho seguro, saudável e higiênico para os contratados temporariamente.

Pronto! Com isso, você já tem conhecimento suficiente para saber como fazer contratações temporárias de funcionários para a sua clínica. Lembre-se de que o seu negócio é responsável pelo treinamento para a função contratada, além de apresentá-los para os demais membros da equipe. É importante ressaltar que o não cumprimento do contrato pode resultar em multas, gerando prejuízos à empresa contratada.

Gostou de aprender sobre contratações temporárias? Aproveite para descobrir como realizar um processo seletivo efetivo em sua clínica!

Imagem 1

1 Comentário

  1. […] grande problema da contratação de parentes na clínica de estética é justamente trazer assuntos pessoais para o ambiente de trabalho. […]

Faça um comentário

Usuário ou email